InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Bem vindo!

Imagine uma seita criada para perseguir os herdeiros dos maiores imperios do mundo. Imagine agora uma ilha magnífica, cheia de castelos e chateau's, criada para proteger e educar esses herdeiros. Aqui é o lugar. Principes, duques futuras rainhas ou estrelas de cinema: Estão todos aqui e no colegial. Tramas inacreditáveis estão por vir. Confusão, socos e beijos são mais que confirmados.Seja Bem vindo ao Royality South Island, mais que simples contos de fadas. Porque aqui a realidade é ainda mais interessante!

Tópicos similares
Links Uteis

Gossip, Gossip, Gossip!


Os destaques do mês


The Boy - xxxx


The Girl - xxxx


The Couple - xxxx


The Post - xxxx


The RP - xxxx

Become one!






No copy!

Todo e qualquer conteúdo disposto neste fórum foi criação unica das Admnistradoras. Portanto, é delas o direito exclusivo sobre o Royality South Island. O conteúdo aqui apresentado foi criado a partir de idéias insanas, mas aproveitáveis. Não é admitida, em hipotese alguma, a cópia total ou parcial sem autorização.
Agradecimentos à Deviant Art, que nos deceu as imagens exibidas e ao pessoal que apoiou a idéia. O site não possui fins lucrativos.

ROYALITY SOUTH ISLAND
© 2009


Compartilhe | 
 

 REGISTRO - Stone & Gold

Ir em baixo 
AutorMensagem
The Supreme
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 126
Data de inscrição : 02/08/2009

MensagemAssunto: REGISTRO - Stone & Gold   Qui Set 10, 2009 12:18 pm

Para registrar seu personagem no jogo, favor preencher minunsciosamente esta ficha, não esquecendo de nem um campo.

[P L A Y E R]

Nome: ( Seu nome aqui)
E-mail: Seu email.
Comunicadores (MSN, YM, AOL..) Preencha aqui com o seu contato. Msn, Ym! e afins...
Tem outro personagem no jogo? Se possuir, coloque o nome dos demais personagens e a qual Irmandade eles pertencem.

[P E R S O N A G E M]

Nome: (Nome do seu personagem.)
Idade:
Data de Nascimento:
Local de Origem: (O país onde seu personagem nasceu.)
Artista Utilizado:( O Photoplayer)

Características Físicas:( Aqui ficará as caracteristicas fisicas de seu char. Se ele é bonito, feio, tem o nariz grande, o corpo escultural.... Favor evitar o famoso "Vide Avatar".)

Características Psicológicas: (Como seu personagem é? Como ele age, do que ele gosta ou desgosta, teu temperamento... )

Biografia:
(Detalhes sobre a vida de seu personagem. A infancia, curiosidades sobre ele e sua hitoria de vida. Capriche! ;D)



---------------------------------



Código:

[color=cyan][P L A Y E R]
[/color]
[b]Nome:[/b]
[b]E-mail:[/b]
[b]Comunicadores (MSN, YM, AOL..)[/b]
[b]Tem outro personagem no jogo?[/b]

[color=cyan][P E R S O N A G E M][/color]

[b]Nome:[/b]
[b]Idade:[/b]
[b]Data de Nascimento:[/b]
[b]Local de Origem:[/b]
[b]Artista Utilizado:[/b]
[b]Características Físicas:[/b]
[b]Características Psicológicas:[/b]

[b]Biografia:[/b]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rs-island2.forumeiros.com
Beatrice Autran
Stone & Gold
Stone & Gold
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 22/09/2009

MensagemAssunto: Re: REGISTRO - Stone & Gold   Seg Set 28, 2009 10:20 am

[P L A Y E R]

Nome: Carolina – Carollis
E-mail: carolina.da.silva@hotmail.com
Comunicadores (MSN, YM, AOL..)
MSN - carolina.da.silva@hotmail.com
Y!M – carolina_011288
Tem outro personagem no jogo? Nooups!

[P E R S O N A G E M]

Nome: Beatrice Autran
Idade: Dezesseis anos (Quase dezessete!)
Data de Nascimento: Vinte e três de outubro de mil e novecentos e noventa e dois.
Local de Origem:Genebra, Suíça
Artista Utilizado:Carrie Underwood

Características Físicas: Sua mãe provavelmente diria que está um pouco acima do peso, que seu cabelo loiro precisa ser mais sedoso, e que é alta demais. Sua mãe sempre acha defeito em algo, então Beatrice já está acostumada. Seu pai diria que basta olhar para ela, sua beleza, para saber que é filha de um nobre. Tudo para ele gira em torno do seu título, e mesmo que ela fosse feia, ele a acharia linda, porque é filha de um nobre, e isto basta então, bem, Beatrice também já se acostumou com isso.

Características Psicológicas: Ansiosa e exigente. Audaz e provocativa. Não gosta de ser contrariada, nem que questionem seus motivos. Um tanto quanto vingativa, mas sabe ser controlada quando isto a pode favorecer. Sabe o momento certo de sorrir e o de explodir, assim como com quem agir de tal forma. É do tipo engenhosa, pensa lá na frente, maquiavélica. Mas não age assim com todos, seu humor ácido só é designado a quem realmente lhe irrita.


Biografia:

“Tudo bem, eu sei que disse que não iria mais escrever em você. Já sou grandinha para se ter um diário, mas você não é um diário comum, você é uma folha diário, irmã de outras folhas diários que tenho guardadas dentro do meu baú. Repletas de pedaços da minha vida. Sim, talvez seja isso, deixar de escrever é como deixar para trás um pedaço de mim. A única parte verdadeira, na verdade. Queria tanto que as coisas fossem diferentes. Mas parece que se há mudanças, nunca são para melhor. É, as coisas estão mudando por aqui...”
____________

- Acorda Beatrice.
Abro os olhos, ainda meio atordoada com a luz que vem lá de fora. Só existe uma pessoa que abre as cortinas assim quando vem me acordar. Minha vontade era de fechar os olhos e ignorá-la.
- Mama. Onde está Francini?
- Francini não virá mais.

Conviver com minha mãe não é fácil, mas a parte de tentar ignorá-la já não estava mais em questão. Me sentei na cama, totalmente alerta.
- Como assim não virá mais?! O que aconteceu?
- Oras Beatrice, você não acha que já está grandinha para ter uma babá?
- Ela me criou!
– Chiei, fazendo-a parar de arrumar as almofadas e me olhar severamente.
- Acho melhor você ficar no seu quarto hoje.
E saiu, fechando a porta atrás de si.

____________

“...Eu só não entendo como puderam fazer isso com Francini. Ela esteve comigo desde... sempre. As lembranças em que a maioria dos jovens tem de sua infância com sua mãe, eu tenho com Francini. Ela foi minha babá, minha amiga, minha dama de companhia. Bom, minha fiel escudeira. Mas apesar de tudo, existem partes boas nisso tudo, uma delas é que parece que meus pais andam preocupados demais para falar do meu... casamento. É. Meu casamento, lembra?”

____________

- O QUÊ?! – E podia sentir Francini se encolhendo atrás de mim, enquanto eu fulminava minha mãe com os olhos.
- Um Duque, Beatrice. Você foi prometida a um duque. Será uma duquesa, estou tão orgulhosa de você.
- Mãe. DUQUE para mim, é nome de cachorro, assim como duquesa.
– Deixei escapar, propositalmente, um sorrisinho maligno, enquanto olhava minha mãe se retrair, como se eu tivesse lhe dado um tapa na cara. Conhecendo minha mãe, para ela foi tanto quanto.
- Gostaria de saber com quem você aprendeu a falar desse modo. – E seu olhar caiu sobre Francini, que parecia cada vez diminuir mais de tamanho. Claro que a corda arrebentaria no lado mais fraco. Para mim: nada. A raiva de minha mãe era sempre descontada nos empregados. O que me fazia detestá-la ainda mais.
- Mes amours! – Observo meu pai chegar até na sala, e mudo minha posição de ataque. Não é como se eu pudesse falar com ele do mesmo modo que falei com minha mãe. Francini poderia sair ilesa depois de uma conversinha dessas com minha mãe, porque ela gosta de manter as aparências, mas com meu pai as coisas são diferentes.
- Papa! – Sorri, - Mama estava me contando sobre meu casamento.
- Ah, queria ter te contado pessoalmente, mas pelo visto sua mãe foi mais rápida.
– Um olhar para minha mãe foi o suficiente para eu saber que eles conversariam sobre isso mais tarde. Meu pai não é do tipo que gosta de ser contrariado. Digamos que eu herdei isso dele.
- Um duque, minha filha. Estamos orgulhosos de você. Depois podemos marcar uma reunião para eu te contar tudo sobre ele, e...
- Não quero saber!
– Ele me olhou, e rapidamente retomei o controle da situação – Quero dizer, eu gostaria que ele mesmo me contasse tudo, quando nos conhecermos – E ele me detestar, claro. Porque farei ele me detestar.
- Claro, como você preferir. Tudo para nossa futura duquesa.

Sorri, e o sorriso ficou no meu rosto até meu pai se retirar. Sendo substituído em seguida por uma olhar de cólera.
- Eu não sou você, mama. Não esqueça disso, porque nós ainda vamos conversar - me aproximei bem dela – de perto.

____________

“...Então, essa é uma das partes boas. A outra é que, pela primeira vez na minha vida, vou para uma Escola. Nada de professores particulares em casa. Escola de verdade, longe dos meus pais...”

____________

- Royality South Island? – Eu tentava não deixar transparecer minha felicidade só em escutar o nome, porque se minha mãe percebesse, provavelmente arrumaria um jeito de vetar tal decisão do meu pai.
- Sim. Eu e sua mãe fizemos o possível para te manter a salvo de tudo isso que vem acontecendo, mas...
- O que vem acontecendo?
- Nada com o que você precise se preocupar, cher.

Olhei para minha mãe, se havia uma notícia ruim a ser dada para mim, ela faria isso com certo prazer.
- Os tempos mudaram, Beatrice. – Bom, aí está uma coisa que eu sempre quis que vocês percebessem. Já estamos no séculos XXI, sabiam?
- O que sua mama quer dizer, é que ultimamente, muitos dos nossos têm sofrido acidentes... Talvez seja só uma coincidência, eu e sua mama temos certeza que seja, mas não podemos mais te ter em casa. Seu lar já não é mais seguro.

Minha mãe se levantou, e eu sabia que o discurso começaria. Anos sentada na platéia, conhecendo cada passo dela. Dizem por aí que se deve conhecer o inimigo como a palma da mão.
- Royality South Island é o melhor que podemos te oferecer. Todos os nobres – ela fez uma pausa quando disse a última palavra, para que surtisse algum impacto em mim, mas sinto lhe informar, mama, sem efeito – Estão mandando seus herdeiros para lá. Estarão seguros. E será bom para você conviver com os mesmos da sua classe, já que no futuro...
E eu já não escutava mais.

____________

“...Na verdade, quando eu penso nisso, tenho vontade de rir na cara deles. Como podem ter um raciocínio tão pequeno? Uma ilha onde todos os nobres estão mandando seus herdeiros. Para deixá-los seguros, est juste. Mas se há mesmo alguém querendo “afetar” esses herdeiros, não é provável que consigam se infiltrar lá? Onde estaremos todos vulneráveis, longe dos seguranças dos nossos pais? Bom, claro que eu não vou dizer isso para eles. A culpa não é minha que juntamente com títulos de nobreza não vem uma dose de inteligência.

Perdi Francini, mas ganhei Royality. E depois que eu puser meus pés lá, duque nenhum conseguirá pôr os olhos em cima de mim. Royality South Island é minha independência.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
The Supreme
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 126
Data de inscrição : 02/08/2009

MensagemAssunto: Re: REGISTRO - Stone & Gold   Qua Set 30, 2009 1:59 am

Aceita querida =)
Boas Tramas

Bem Vinda a Stone & Gold
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rs-island2.forumeiros.com
Romeo S. Bettencourt
Stone & Gold
Stone & Gold
avatar

Mensagens : 27
Data de inscrição : 28/09/2009

MensagemAssunto: Re: REGISTRO - Stone & Gold   Qui Out 01, 2009 3:56 pm

were both young

Nome: Hannah
E-mail: british.candy@yahoo.com
Comunicadores (MSN,AOL..) G
Tem outro personagem no jogo? Holly Wood (P&P) e Chantelle Conway (R&G)


when I first saw you

Nome: Romeo Schauller Bettencourt

Idade: 20 anos

Data de Nascimento: 7 de setembro

Local de Origem: Bruxelas, Bélgica.

Artista Utilizado: Tom Sturridge

Características Físicas: Seus cabelos são castanhos bem escuros e nem tão curtos nem tão longos. É bem branco, e os seus olhos são como os de sua mãe. Não tem mania de malhar, mas tem uma dieta específica para não ficar gordo/etc. Odeia ficar com barba.

Características Psicológicas: orgulhoso, ciumento, ambicioso, não tem muita vaidade, mas sabe que pode conseguir com ela muitas coisas. Mulherengo, e teimoso, é divertido, e usa seus truques de sedução com garotas, dando uma de romântico. Adora brincar com os sentimentos das pessoas, mesmo que isso machuque-as. Tem um grande senso de justiça e não tem preconceitos com as outras irmandades. É de bem com a vida, adora zoar com os amigos. É o contrário de quieto. Apesar de tudo, quando fica com uma menina, não tem coragem de trair, apesar de ficar com todas para ter uma maneira de "trair" Rose.

Biografia:

Rose cantou pra mim, sussurrando na minha orelha, a noite.

Romeo save me I've feeling so alone
I keep waiting for you but you never come
Is this in my head I don't know what to think
He knelt to the gound and pulled out a ring and said...


Ela nunca terminou de cantar a música.

Eu fui correndo, na chuva. Minha camiseta branca estava toda ensopada, meu terno inglês estava se estragando por cada segundo que eu andava. Não havia mais tempo, estava desafiando a própria gravidade dando saltos com sapatos italianos para lá e para cá. Parecia um corredor ao ar livre, e sem fim. Quando eu chegava, mas tempo demorava pra alcançar o impossível. Entrei na estação molhado, me perguntando porque eu queria tanto que aquele trem não saísse do lugar. Que o maquinista não tivesse chegado. Ou que ela simplesmente jogasse seu lenço anil pela janela e que eu pudesse pegar e sentir seu aroma mais uma vez. Seus cabelos de uma inesquecível cor de areia e lisos, e seus olhos escuros, seu corpo maravilhoso... o trem estava adiantado. Meus sonhos foram embora em um trem que ia pra Zurique.

Pela primeira vez, eu tinha passado uma noite com o meu verdadeiro amor, o que eu queria passar o resto da minha vida, e fazê-la virar uma rainha. Mas Rosannah nunca pensou em ter uma vida de realeza. A intercambista havia passado três meses em Bruxelas, feliz, até me conhecer naquele infeliz dia em que ficamos juntos.

Deveria saber que eu não tinha nascido pra casar.
Não com ela.

Decidi que não me apaixonaria mais. Tinha me entregado naquele romance, em que eu achava que seriamente ia dar algo. Mas Rose disse que eu era infantil. Que eu era muito criança. Pedi para meus pais me deixar morar com minha prima de segundo grau, Ganetti Fianbertotti, na Itália. Eu queria dar um tempo de tudo em Bruxelas e ir explorar um pouco a residência de meus parentes, mesmo que fossem distantes. Era isso, queria me jogar - no sentido figurado - no meio das mulheres.

A filha de Ganetti, Libertine Fianbertotti, era uma menina linda, meiga, e... safada. Line, apelido de Libertine, era daquelas meninas que na frente dos pais era uma santa, mas era só eles virarem as costas que ela se jogava na cama e te agarrava depois. Mas claro, você tinha que se esconder debaixo da cama ou no armário quando alguém batesse na porta e a chamasse para o jantar. Ela te usava, queria te ver apaixonada por ela. Mas minha promessa ainda continuava intacta diante a isso. Line foi apenas um divertimento.

Estávamos no aeroporto italiano, comprando passagens para Saint Tropez. Ela tinha me dito que havia reservado uma casa na praia, linda, para nossas férias de verão. Era isso, eu e Line, sozinhos em uma praia francesa, em uma residência, sem nenhum adulto impedindo nada... e principalmente, sem regras sociais.

Eu queria fugir dali, mas Line me puxava e sussurrava no pé da minha orelha, assim como Rose fez comigo. Line era parecida com Rosannah, loira, com o cabelo liso, e com os olhos escuros feito carvão. Eu via a chance de escapar da corrente imaginária que ela tinha prendido quando se foi embora para lugar nenhum. Naquele momento, me sentia realmente estúpido, infantil e criança, por ficar entre amassos e beijos com Libertine. Ela começou a se despir e... a porta se abriu. Como antigamente, ela tentou me esconder embaixo da cama ou no armário, mas eu me limitei a fazer só o que ela queria. Ela de fato não mandava em mim.

Chanelle Conway, minha prima de terceiro grau, duquesa de Swiffham Park, loira, linda e gostosa. Ops, isso não era bom. A sua cara de assustada era mais como "não, não quero participar da festinha particular". Libertine começou uma briga, que para elas deveria ser lendária. Pronto, elas começaram a discutir. Troquei minhas roupas e minha subconsciência - parecida com a voz de Rose - tinha me dito para descer correndo. E fui correndo, como aquele dia que eu corria para um lugar sem fim. Eu tinha ficado feliz em proteger Chanel, e ponto final. Line tinha fugido, e agora era só eu e Chanelle, ela cuidando de tudo.

Nunca quis machucá-la, e também nunca quis fazer bobagens. Meu sentimento era como se ela fosse minha irmã mais nova.

Voltamos para a casa de Chantelle, por motivos óbvios.
- Já ouviu falar na Roy? - perguntou-me, jogando seus cabelos para trás. Ela sorriu quando a aeromoça disparou que falta pouco de meia hora para chegarmos ao destino.
Neguei com a cabeça. Ela me explicou.

- x -


Três meses na Royality South Island. Fui escolhido para participar da irmandade da Stone&Gold.

Conheci a escola, sobre as Irmandades, falei com todos, fiz amizades no chateaux. Eu sei que nunca mais ia ver Rose, mas mesmo assim eu não ia desistir tão fácil da minha promessa. Não haveria nada mais forte do que meu amor, que já morreu.

Josh, meu colega de quarto, um cara alto, cabelos pretos e olhos igualmente escuros. Estávamos na janela, observando as garotas de outros chateaux. Rose & Grave, Pride & Passion....

E Book & Chess.

- Vamos fazer uma aposta? - ele disse. Eu apenas sorri, concordando com a cabeça.

Minha visão focava sobre a garota. Eu ri, eu sabia que ia ser mais uma na lista.
Porque história não acabou. Somente teve um novo começo.

Marry me Juliet, you'll never have to be alone
I love you and that's all I really know
I talked to your dad go pick out a white dress
It is a love story baby just yes
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
The Supreme
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 126
Data de inscrição : 02/08/2009

MensagemAssunto: Re: REGISTRO - Stone & Gold   Qui Out 01, 2009 9:24 pm

Aceito =)

Bem Vindo a Stone & Gold
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rs-island2.forumeiros.com
Bellinda Van der Holf
Stone & Gold
Stone & Gold
avatar

Mensagens : 10
Data de inscrição : 08/10/2009

MensagemAssunto: Re: REGISTRO - Stone & Gold   Qui Out 08, 2009 10:04 pm

[P L A Y E R]

Nome: Aline (Mi)
E-mail: aline.ssimoes@hotmail.com
Comunicadores (MSN, YM, AOL..) MSN acima
Tem outro personagem no jogo? Sim, Kharisma M P Wettin (B&C)

[P E R S O N A G E M]

Nome: Bellinda Van der Holf
Idade: 17 anos
Data de Nascimento: 01/11/1991
Local de Origem: Amsterdã, Holanda
Artista Utilizado: Leighton Meester

Características Físicas: De cabelos negros, olhos azuis e pele bem clara, Bellinda possui um rosto delicado, que lembra uma boneca de porcelana. Porém, contrastando com o rosto angelical, ela possui um corpo curvilíneo e definido, que não hesita em exibir sempre que pode, ainda que não chegue nunca ao ponto de ser vulgar. Muito pelo contrário. Com um visual sempre impecável, ela sabe exatamente como fazer para ressaltar as suas melhores características (ainda que seja difícil eleger as melhores).

Características Psicológicas: Bellinda, ou Bell como prefere ser chamada (pelas pessoas que tem a devida autorização para isso, é claro) tem beleza, charme, glamour e sabe disso. Modéstia é uma característica que passa longe dela e ela inclusive não vê motivos para ter modéstia. É natural que algumas pessoas se destaquem mais do que as outras e elas não deveriam se envergonhar por isso. Com esse lema, ela procura como suas companhias apenas essas pessoas que se destacam e seu círculo de amizades é extremamente seleto. Com um gênio forte, Bell não aceita ser contrariada e perde a paciência com uma certa facilidade. Porém, tem-se que dar um mérito para ela: sua determinação. Quando cria uma meta, Bellinda a persegue até o final, não perdendo o foco quaisquer que sejam os obstáculos em seu caminho.

Biografia:

Nascida em Amsterdã, em novembro de 1991, Bellinda é a única filha e herdeira dos Van der Holf, família considerada a mais influente em toda a Holanda. Sendo filha única e seu nascimento tendo sido planejado por muito tempo, a menina teve todos os mimos que se pode imaginar. Bom, ao menos os materiais. Como família influente, seus pais tinham muitos compromissos e eventos inadiáveis, então muitas vezes o cuidado da pequena Bellinda era deixado a cargo dos vários empregados.

Como criança, Bell ainda era inocente e não fazia distinções entre as pessoas. Tratava os empregados da casa como seus amigos, já que eram a sua única companhia. Durante o pouco tempo que seus pais ficavam em casa, ela fazia o possível para chamar atenção, inclusive mostrando os resultados das inúmeras aulas que tinha (ela era elogiada em todas elas pelo seu bom comportamento e a sua rapidez de raciocínio), mas era na maioria das vezes deixada de lado.

Sendo assim, nada mais natural que a menina passasse a se dedicar mais às outras companhias. Seus pais tiveram finalmente uma noção concreta do que estava acontecendo em uma certa ocasião quando, depois de passar uma temporada no campo, acompanhada apenas dos empregados e uma “dama de companhia”, Bell voltou para casa como melhor amiga de Will, filho do jardineiro. Foi só depois de encontrá-la brincando com ele no jardim em um dia de chuva, coberta de lama, que Eduwart e Victoria Van der Holf perceberam o caminho que sua única filha estava seguindo.

A partir desse dia, um novo rumo foi dado à educação da pequena Bellinda Van der Holf. A primeira providência foi a demissão do pai de Will, para que o menina a Bell nunca se vissem novamente. Então, devido às graves circunstâncias, Victoria concluiu que seria melhor passar mais tempo em casa, para dar à sua filha a educação que uma menina da classe dela precisava. Bellinda, por sua vez, ficou bastante chateada por um tempo pela perda do amigo, mas a presença agora constante de sua mãe a deixava contentíssima e logo ela foi deixando de lado a saudade de Will.

A partir daí, tudo foi aplicado para que Bellinda Van der Holf virasse uma mulher digna da sua posição. Aulas de etiqueta, línguas, canto... Tudo à moda antiga que fazia com que uma garota virasse uma verdadeira dama. Isso, claro, conciliado com a melhor escola do país, já que Victoria e Eduwart acreditavam que Bell precisava começar a fazer os seus contatos com a geração mais nova que viria a ser influente o quanto antes.

Foi assim então que a personalidade da Bellinda Van der Holf que conhecemos hoje foi moldada. Durante o colégio, suas companhias foram sempre variadas, já que ela frequentemente cansava das suas amizades e procurava pessoas mais divertidas. A única presença que permanecia constante era seu primo, Josef D’Aviano. Pelo fato de o rapaz ser da mesma idade, de linhagem nobre e de personalidade em muitos aspectos parecida com a sua, Bell o tinha como aliado na maioria de suas tramas e esquemas. Juntos, eles foram transferidos para o Royality South Island, onde seriam educados com os melhores de todo o mundo.

Bellinda estava empolgadíssima para estudar lá, já que ouvira falar da fama dessa escola desde pequena. Sabia que aquele seria o melhor lugar para arranjar boas companhias, ou assim esperava. Chegando lá, não demorou muito para que seu nome fosse conhecido por estudantes das quatro irmandades, o que ela encarava como fato natural. Na Roy, ela continuou a se comportar como sempre se comportou. Haviam garotas fazendo fila para serem suas amigas e rapazes que dariam um braço por um encontro com ela. Mas ela mal dava importância para aquilo. Acontecia sempre e estava se tornando quase tedioso. Nos últimos tempos então, Bell procurava um desafio. Algo que ela não recebesse de mão beijada, pra variar. Algo em que pudesse aplicar a sua mente estratégica e quebrasse o tédio, que estava começando a irritá-la.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
The Supreme
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 126
Data de inscrição : 02/08/2009

MensagemAssunto: Re: REGISTRO - Stone & Gold   Sex Out 09, 2009 8:10 pm

Bio aceita! Bom jogo!!

Bem vinda a Stone & Gold
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rs-island2.forumeiros.com
Michelle H. Strauss
Stone & Gold
Stone & Gold
avatar

Mensagens : 10
Data de inscrição : 18/03/2012

MensagemAssunto: Re: REGISTRO - Stone & Gold   Dom Mar 18, 2012 6:33 pm

[P L A Y E R]

Nome: Doritos
E-mail: naõ me sinto bem deixando-o exposto assim.
Comunicadores (MSN, YM, AOL..) msn
Tem outro personagem no jogo? Não.

[P E R S O N A G E M]

Nome: Michelle Hassmann Strauss
Idade: 19 anos
Data de Nascimento:13 de junho
Local de Origem: Paris, França
Artista Utilizado: Ellen Page

Características Físicas: Michelle é uma garota de altura mediana, possui um e sessenta e cinco, um corpo magro com a pele clara e os cabelos um tanto ondulados castanhos que dão charme ao seu corpo em si. Seu porte um tanto atlético feminino faz com que ela pareça boa o bastante para se defender.

Características Psicológicas: Michelle é uma menina que sabe muito bem o que quer. Não tem medo de mostrar quem é de verdade, e pouco liga para o que os outros vão pensar sobre ela. Possui uma personalidade formada e sempre tem uma opinião para qualquer coisa. Faz o que quer quando quer e sabe muito bem que é mimada, não tem a menor vergonha de admitir isso para ninguém.

Biografia:
Vamos a minha história. Não faço muita questão de contá-la a você, mas fazer o que né, já que está me pedindo e eu vou fazer uma caridade, não custa nada conta. Contudo, não me interrompa nem ouse fazer algum mínimo barulho que possa me atrapalhar, estamos entendidos? Espero que sim, pois caso contrário eu irei atrás de você e farei de sua vida, um inferno completo.


Há dezoito anos atrás meus pais me trouxeram para esse mundo e devo admitir que até que eu gostei, afinal, sou filha do rei e da rainha da França. Sim, eu tenho sangue nobre . Nasci em um berço de ouro, tendo tudo o que eu bem entendia quando eu queria. Meus pais são ótimas pessoas, sabem como deixar a população feliz e tudo mais sem problema algum, por isso eu tive uma infância muito boa sem muita coisa marcante, sabe?


Sempre gostei de andar pelo reino a procura de coisas novas para fazer, enquanto fugia dos alfaiates que iam até o nosso castelo para fazer minhas roupas, até que um dia quando eu tinha apenas dez anos de idade, vesti as roupas de meu pai. É claro que ficaram enormes em mim, mas quem ligava? Eu tinha adora, desde então tenho ficado com roupas mais masculinas e despojadas, exatamente como eu adorava e todos falavam que estava muito bem em mim.


Conforme eu fui crescendo, minha personalidade foi se formando e todos podiam perceber como eu era arrogante e mimada, não estava nem ai para ninguém a não ser para mim. Meus pais não ligavam muito para minhas ações, apenas queria saber como eu iria agir quando chegasse a hora de assumir o trono com um cara que eu nem gosto, já que eu nem gosto tanto de homens.


Hoje eu tenho dezoito anos e lembro muito bem quando os ataques começaram. Isso causou pânico em meus pais, o que os fez tomar a brilhante decisão de me mandar para uma Ilha no meio do nada para me proteger. Sério, se eu encontrar com eles sou capaz de falar um monte. Eu sou grandinha o suficiente para cuidar de mim mesma, sou filha de reis, sei atirar de arco e flecha, andar a cavalo, e muitas outras coisas que para meus pais são importantes e para mim uma simples brincadeira. De qualquer modo, eu tenho que permanecer neste lugar, mas nem é tão ruim assim, afinal, já tenho vários casos de que me orgulho.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
The Supreme
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 126
Data de inscrição : 02/08/2009

MensagemAssunto: Re: REGISTRO - Stone & Gold   Dom Mar 18, 2012 6:39 pm

Bem Vinda a Stone & Gold
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rs-island2.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: REGISTRO - Stone & Gold   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
REGISTRO - Stone & Gold
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Skarmory Crystal Stone
» Quest da shiny stone!!!
» Who stone on scyther
» [WW] Britney Spears - Rolling Stone
» Stones na Loja

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Royality South Island :: Beginning :: Registro-
Ir para: